Aulas de Evangelização

Já estou a mais de um ano integrado a uma turminha de evangelizadores espíritas, e temos feito aulas muito boas (outras, nem tanto). Então, tive a idéia de publicar as aulas que deram certo, para que os amigos internautas que, como nós, acreditam que a mensagem de Jesus pode ser transmitida de maneiras suaves e interessantes para todas as idades, possam ter idéias interessantes para suas próprias aulas.

Eu particularmente sigo uma orientação mais ecumênica, até porque os alunos da minha turma vem, em sua maioria, de famílias evangélicas. De modo que trabalhamos muito os sentimentos, noções de responsabilidade, reflexões sobre as coisas da vida, o amor e suas variantes, a história de Jesus. Muitas vezes, utilizamos o Livro dos Espíritos e como apreciamos mais o Espiritismo, nossas aulas são permeadas de seus conceitos, embora me esforce para fazer uma aula que esteja adaptada para jovens de qualquer orientação religiosa.

Sobre a evangelização – minha história pessoal

Eu, na verdade, antes de me tornar espírita, não era muito ligado para essas coisas de religião. Conhecia a imagem de Jesus e sabia, mais ou menos, de sua história, mas nunca isso me comoveu. Depois de ler “O Livro dos Espíritos” e perceber quão belo e lógico são esses assuntos espirituais, engajei-me mais na descoberta desse moço que chamam de O Cristo.

Percebi quão sensata é a idéia de que Deus existe porque deve haver uma causa primeira. Da mesma forma, as criações vivas de Deus devem partir de um mesmo ponto de partida, porque não é lógico que Deus crie alguns melhores que outros. Não conseguia conceber um “Filho de Deus” diferente e particularmente mais bom e poderoso que os outros filhos de Deus, como seria Jesus. Daí, os princípios do livre arbítrio e da evolução progressiva das capacidades intelectuais e morais do Espírito, além da idéia da criação contínua por parte do criador, abriu-me a mente para a possibilidade real de um Espírito de alta envergadura ter estado aqui na Terra para ajudar-nos a nossa própria progressão.Porque, se é verdade que todos somos criados iguais, é igualmente verdade que uns utilizam melhor o livre-arbítrio e aproveitam mais a vida que outros. Acabam aprendendo mais. E podem ter sido criados antes, como é o caso de Jesus (já disse minha visão sobre Jesus no post Jesus Cristo). Alia-se a isso o fato das reencarnações sucessivas e teremos, no fim, uma boa base “teorico-espiritual” para acreditarmos em Jesus.

Mais significativa ainda torna-se a idéia do Cristo quando o Espiritismo nos afirma ser Jesus o “Governador Espiritual da Terra”. Porque, afinal, se nós temos modelos organizacionais políticos, a Espiritualidade tem de ter também – e bem mais evoluídos que os nossos. A certeza de que todos os acontecimentos humanos não passam despercebidos por Jesus, e que Ele tem condições de atuar em vários lugares ao mesmo tempo (teoria da ubiquidade dos Espíritos Elevados) para promover as “coincidências”, e que ele não atua sozinho (teoria da evolução – uns já conseguem trabalhar ativamente em nome do Cristo), e que o mais importante de tudo é o amor, como afirmava o próprio Cristo, isso tudo nos enxe de esperança e faz-nos crer que, de fato, não estamos sozinhos.  A mediunidade vem só comprovar isso, fechando com chave de ouro toda essa maravilhosa Doutrina dos Espíritos, que é capaz de abrir os olhos de gente que sempre teve dificuldade em acreditar, como eu.

De forma que, assim, temos uma noção mais exata do que é ensinar as lições do Cristo. É ensinar as lições de um cara “fudido”, que veio para revolucionar a humanidade com novos conceitos. Que veio, botou pra quebrar, e colocou o amor acima de tudo. E seus ensinamentos continuam atemporais, porque um Espírito elevado como este não reduz sua influência a uma geração apenas. Explicar Jesus, na minha opinião, é fazer as crianças e jovens entenderem que o amor está acima de tudo. Que Jesus se sacrificou na cruz não para nos salvar – porque a salvação não depende dele, depende de nós – mas para ensinar-nos o caminho. Sem o seu sacrifício não entenderíamos que, para buscarmos de fato o caminho da felicidade, temos de nos “sacrificar” em nome de nossos ideais mais sublimes.

As aulas de evangelização para jovens são aulas que devem fazê-los refletir sobre o que estão fazendo aqui na Terra, que nada é por acaso, que temos compromissos. Mostrar a atualidade dos ensinamentos de Jesus, que podem ser aplicados na vida deles. Aumentar a esperança, a fé desses rapazes e moças. Aumentar o senso de responsabilidade. Torná-los mais caridosos, benevolentes, pacientes. É a missão do Evangelho: tornar as pessoas mais doces… O mal do Mundo está também dentro de nós. Explicar que o bom combate sempre será de nós contra nós próprios. E que só vale a pena ser feliz se os outros também forem.

São lições que vão no fundo de nossa alma (por isso encontro muitas dificuldades em transmitir aos alunos aquilo que gostaria), mas que tem um poder tão grande de conforto, e de mudança para melhor. Vale a pena. Quero desejar muita paz e boa vontade a todos aqueles amigos leitores que também são evangelizadores, seja qual for a orientação religiosa, e até aqueles que são “envagelizadores sem o saberem” (pessoas que disseminam a paz e o amor sem falar, propriamente, de Jesus), para que todos nós, por mais imperfeito que sejamos, por mais que sintamos que não temos o grau devido para falarmos de coisas tão sérias, consigamos passar para as crianças e jovens tudo aquilo que mais acreditamos e prezamos, no fundo de nosso ser.

Nos próximos posts, colocarei as aulas que mais deram certo.

Anúncios

Sobre João

Olá, amigo do outro lado da tela.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s