Crianças (parte 1)

Hitler, quando criança

Anúncios

Sobre João

Olá, amigo do outro lado da tela.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Crianças (parte 1)

  1. Paula disse:

    É impressionante como nós somos “corações moles”. A princípio, quando olhamos a foto do garotinho aí de cima (como é de se esperar ) ficamos comovidos com enormes bochechas, mãos gordinhas e um olhar de “me leve para casa” – como os de cães abandonados.Aí, logo em seguida, corremos os olhos pela legenda e identificamos que esse fofo garotinho é, na verdade, uma das mentes mais pertubadas de nossos tempos e passamos então a nutrir imensa raiva por ele, mas como? se é apenas uma criança?
    A conclusão que faço é que crianças tem um forte apelo para a nossa sensibilidade e que elas possuem um grande álibi para qualquer coisa que seja – a própria infância .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s