Solitude……

“A Divina Providência nos reserva amiúde períodos de solitude, para que possamos desenvolver a solicitude, em mais amplas e profundas medidas.” Ou seja: parece nos faltar o amor, por fora, para que o façamos medrar por dentro de nós mesmos – a verdadeira e inestancável fonte de amor. Aí, então, o amor, “até mesmo o romântico-conjugal, justamente quando ele passa a ser dispensável, pode aparecer, sem criar problemas para nosso processo evolucional”.

Anúncios

Sobre João

Olá, amigo do outro lado da tela.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s