Chico Xavier e sua fala sobre a homossexualidade e legislação

CHICO XAVIER, quando perguntado sobre a homossexualidade, no programa de entrevistas Pinga Fogo, da extinta TV Tupi, em dezembro de 1971 (!), disse:

“Acreditamos que a legislação do futuro, em suas novas faixas de entendimento humano, saberá criar, dentro da família, sem abalar suas bases, saberá incorporar à família humana todos os filhos da humanidade, sem que a frustração afetiva venha a continuar sendo um flagelo para milhões de pessoas.”

“Da-se especial destaque ao problema da fome. É verdade que o problema da fome é removível com a redistribuição do trabalho. Mas a frustração afetiva é um tipo de fome capaz de superlotar nossos sanatórios e engendrar os mais obscuros processos de obsessão.”

“Temos de ter esperança de que todos os filhos de Deus na Terra serão amparados por leis magnânimas para que o caráter impere acima dos sinais morfológicos e haja compreensão humana o bastante para que os problema afetivos sejam resolvidos com o máximo respeito às nossas leis… Isso acontecerá sem abalar de um milímetro o monumento da família, que é base do Estado.”