Certos prazeres…

Temos inúmeras formas de obter prazer neste planeta Terra. Quero hoje ser mais objetivo, por isso, vou listar algumas das coisas de que tenho um grande prazer em realizar. Não confundam prazer com prazer sexual. O prazer pode ser desdobrado em inúmeros prazeres, dos quais o sexual é apenas um deles. Há outros, melhores talvez. Vou listar todos, sem medo de ser feliz:

* Ler livros eletrizantes (eu li um esses dias, “O Cão dos Baskerville”, uma das aventuras do Sherlock Holmes, é excelente!);

* Estar debaixo de um chuveiro gelado depois de ter ficado alguns minutos numa sauna quente (melhor ainda quando o chuveiro é dentro da sauna);

* Fazer cocô ou xixi, quando seguramos por muito tempo;

* Masturbação (desde saibamos utilizar com moderação, porque senão corremos o risco de entrarmos num processo vicioso que chega a atrapalhar o equilíbrio mental do dia-a-dia);

* Deitar na cama de casal com o pai de um lado e a mãe do outro;

* Comer comida bem feita, em casa, quando se está com fome;

* Beber água, quando se está com sede (não gosto de água gelada porque dói os dentes e a garganta, mas tem gente que gosta)

* Coçar coceira das costas (mesmo que, depois, coce mais ainda)

* A descida da montanha-russa;

* Deitar confortavelmente depois de um dia bastante cansativo – este prazer é colaboração do Menestrel Mudo ;

* Assistir um filme no cinema sozinho – este prazer também é colaboração do Menestrel, e confesso que nunca o fiz, mas deve ser bom;

* Correr na chuva – outro prazer com a marca Menestrel Mudo de qualidade;

* Sentir a brisa suave no rosto, num dia quente;

* Ver filme de comédia com o meu pai ou com o meu antigo amigo Bruno (eles riem de forma tão gostosa!);

* Entrar numa livraria com poltronas para folhear os livros sentado;

* Escrever, quando se está inspirado;

* Jogar bola com amigos;

* Caminhar observando a natureza (e conseguir acalmar os pensamentos, entrando do ritmo dela);

* Ouvir boa música;

* Conversar com pessoas queridas;

* Brincar com crianças (visitar a creche é um dos meus grandes prazeres);

* Terminar um serviço manual demorado (como lavar louça, limpar casa, aguar plantas, imprimir boletos, montar quebra-cabeças…)

* Irritar minha avó materna;

* Receber massagem nos pés e nas mãos;

* Orar com qualidade (muito difícil, mas quando conseguimos entramos num clima psíquico tão diferente no habitual, é muito gostoso)

* Passar a mão na cabeça raspada em máquina;

Existem tantos outros, agora que eu parei para pensar! Qualquer dia desses, continuo este post. Colaborem aí, com novos prazeres. Vamos trocar essas figurinhas, e aprendermos uns com os outros para que possamos saber de tantos outros prazeres!